Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 133 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 133 (November 2020)
223
Open Access
SOBREVIDA DE PACIENTES COM LEUCEMIA MIELÓIDE CRÔNICA: COORTE RETROSPECTIVA 2008-2018
Visits
...
A.A.M. Silvaa,b, T.M.R. Guimarãesa,b, E.S.C. Damasoa,b, R.L.M. Barrosa,b, H.L.O. Costaa,b, L.B.L. Moraesa,b, R.S. Botelhoa,b, T.A. Beltrãoa,b, E.M.U.A. Silvaa,b, A.C.A.C. Azevedoa
a Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope), Recife, PE, Brasil
b Universidade de Pernambuco (UPE), Recife, PE, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Leucemia Mielóide Crônica (LMC) é uma doença mieloproliferativa clonal relacionada com uma anomalia genética adquirida caracterizada por leucocitose com desvio à esquerda, esplenomegalia e pela presença do cromossomo Philadelphia (22q-) resultante da translocação t (9;22)(q34;q11), gerando a proteína híbrida BCR-ABL, com atividade aumentada de tirosina quinase e sua hiperatividade desencadeia liberação de efetores da proliferação celular e inibidores da apoptose, sendo sua atividade responsável pela oncogênese inicial da doença. O curso clínico típico tem três fases: crônica, acelerada e blástica. Em estudos de sobrevida, as pessoas são acompanhadas por meio da ocorrência de um evento (ex. diagnóstico da doença) sendo incluídas no estudo em diferentes tempos do ano; porém, na análise, todos têm seu tempo de sobrevivência contado a partir da entrada no estudo (tempo zero). O evento final corresponde geralmente ao óbito, ou evento que indique a modificação do estado inicial (cura, recidiva). Objetivo: Analisar a taxa de sobrevida de pacientes com leucemia mielóide crônica atendidos na Fundação de Hematologia e Hemoterapia de Pernambuco (Hemope). Material e métodos: Estudo de coorte retrospectivo de base hospitalar e ambulatorial realizado através da coleta e análise dos dados secundários. A população do estudo foi constituída por 349 pacientes com diagnóstico de LMC, atendidos no período de janeiro de 2008 a dezembro de 2018. A amostra foi de conveniência. Foram analisados 105 (30%) prontuários que estavam de acordo com os critérios de inclusão estabelecidos. O cálculo de sobrevida acumulada foi determinado pelo Método de Kaplan-Meier, considerando como marco inicial a data do diagnóstico e, final, o último evento, o óbito ou abandono, num período de onze anos. A coleta de dados foi realizada no período de junho a agosto de 2019. O estudo foi aprovado pelo CEP-Hemope-Parecer-3.218.974. Resultados: 1. Características sociais e demográficas: Verificamos que a maioria era do sexo masculino 61 (58%), cor parda 85 (81%) e procedente de Recife 51 (48,5%); média de idade 46 ± 16,5 anos, faixa etária ampla (18 a 87 anos). 2. Terapia Farmacológica: A maioria realizou tratamento com mesilato de imatinibe 61 (58%); 3. Evolução dos casos: Verificamos que 96 (91,4%) permaneceram na fase crônica. Constatamos 12 (11,4%) de óbitos, destes, 8 (67%) encontravam-se na fase blástica. Verificamos sobrevida global de 96% no primeiro ano, caindo para 88% em cinco anos, semelhante a estudos internacionais. Discussão: A terapia padrão utilizada para o tratamento da LMC é realizada com mesilato de imatinibe um inibidor da tirosina-quinase que apresenta alto potencial inibitório do gene BCR-ABL, sendo assim capaz de controlar a doença a longo prazo, promovendo uma melhor qualidade de vida dos pacientes. Segundo a literatura internacional, a taxa de sobrevida global estimada em cinco anos para pacientes com LMC que recebem imatinibe como terapia inicial é de 90%, semelhante ao nosso estudo. Conclusão: Verificamos que a maioria permaneceu na fase crônica da doença. A sobrevida global foi 88% em cinco anos, semelhante a estudos internacionais. Este estudo consiste num ponto de partida para realização de mais estudos sobre o tema, pois sua análise em base populacional contribui para a descrição do comportamento da doença e dos fatores prognósticos a ela relacionados.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools