Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 451 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 451 (November 2020)
756
Open Access
DERRAME PLEURAL EM EX-FUMANTE: UM RELATO DE CASO
Visits
...
F.L.O. Lima, F.C. Almeida, P.C. Almeida
Faculdade Nobre de Feira de Santana, Feira de Santana, BA, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: Caracteriza-se como Efusão ou Derrame Pleural (DP) a discrepância entre a produção e a eliminação do líquido pleural, ocasionando o acúmulo do mesmo na cavidade que o comporta. A classificação do DP pode ser em transudado ou exsudato, possuindo como variados os fatores ocasionais. Relato de caso: Trata-se da descrição do caso de uma paciente do sexo feminino, 79 anos, hipertensa, ex-fumante, a qual se dirigiu ao hospital no dia 19/08/2018, relatando quadro de dispneia aos médios esforços, evoluindo para pequenos esforços, por vezes ao repouso, apresentando fala entrecortada com melhora ao permanecer em decúbito lateral esquerdo. Descreve quadros de tosse seca crônica, esporádica, que ganhou maior assiduidade nesse período principalmente à noite, no entanto, com ausência de secreção, negando febre, síncope e dispneia paroxística noturna. Realizou exames complementares (laboratoriais, radiografia simples de tórax e ECG), o que evidenciou um derrame pleural à esquerda, sendo indicado o uso de corticoterapia (hidrocortisona 100 mg duas vezes ao dia) e antibioticoterapia (Clindamicina, Ciprofloxacino e Ceftriaxone). Após drenagem pulmonar, evolução clínica e remissão dos sintomas, recebeu alta. Uma semana após a admissão, apresentou retorno da dispneia o que a motivou procurar novo atendimento médico, realizou radiografia de tórax, evidenciando volumoso derrame pleural. Foi submetida à TC de tórax e toracocentese com biópsia de pleural, sob tratamento antibiótico e otimização de medidas de Insuficiência Cardíaca Congestiva (ICC). Evoluindo de maneira estável, com melhora progressiva do quadro, recebendo alta, sem relatos de recorrência. Objetivo: Relatar um caso de derrame pleural efetivado em uma paciente ex-fumante, explanar a notabilidade dos exames de imagem para um diagnóstico idôneo, bem como a importância da associação entre o diagnóstico clínico, laboratorial e tratamentos adequados. Material e métodos: As informações foram obtidas mediante entrevista com a paciente, análise dos métodos diagnósticos e revisão de literatura, baseando-se em publicações entre os anos de 2015 a 2020. Discussão: Variadas são as causas do derrame pleural, podendo advir de patologias pulmonares, doenças extrapulmonares, enfermidades da pleura e a utilização de determinadas drogas. A insuficiência cardíaca é a causa mais prevalente, seguido por infecções virais e bacterianas, hidrotórax, neoplasias e tromboembolismo pulmonar. O tabagismo está estreitamente vinculado com o aumento do estresse oxidativo, podendo contribuir para patologias do sistema respiratório e câncer. O ato de fumar é compreendido como o principal fator para o acometimento de doenças do trato respiratório, sendo essas dribladas, caso essa prática seja evitada. Os exames de imagem, teste de função pulmonar, bem como a história clínica do paciente, são ferramentas de suma importância na avaliação das doenças respiratórias. Além disso, é fundamental para o monitoramento do progresso do paciente. Conclusão: Os métodos diagnósticos de imagem demonstram grande relevância para a conduta correta sob doenças relacionado à pleura. O diagnóstico diferencial torna-se indispensável para a determinação do derrame pleural. A associação correta, de diferentes métodos de diagnóstico resultarão na melhora e/ou cura da enfermidade do indivíduo. O tratamento do DP tem como principal finalidade expandir o pulmão, sendo necessário esvaziar e esterilizar o espaço pleural.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools