Compartilhar
Informação da revista
Vol. 43. Núm. S1.
Páginas S546 (Outubro 2021)
Compartilhar
Compartilhar
Baixar PDF
Mais opções do artigo
Vol. 43. Núm. S1.
Páginas S546 (Outubro 2021)
Open Access
SAÚDE MENTAL DE GESTORES DE ENFERMAGEM DE UM HOSPITAL PRIVADO DE SÃO PAULO NO CONTEXTO PANDÊMICO DO COVID-19
Visitas
...
CGD Santos, ABAD Santos, FS Maria, CCP Nascimento, LM Berlofi
Hospital Alemão Oswaldo Cruz, São Paulo, SP, Brasil
Informação do artigo
Introdução

A pandemia causada pelo coronavírus trouxe as instituições de saúde grandes desafios. Consequentemente maiores exigências e possíveis aumento de encargos aos gestores e coordenadores de enfermagem. Esses por sua vez, possuem um papel fundamental na liderança dessa equipe, na formulação das diretrizes assistenciais e em muitas organizações são fundamentais no processo decisório das estratégias de enfrentamento que são estabelecidas para a situação em questão.

Objetivos

Identificar os sentimentos vivenciados pelos gestores de enfermagem durante a pandemia da Covid-19 em um hospital privado de São Paulo e o impacto desses para sua saúde mental.

Métodos

Trata-se de uma pesquisa de campo, descritiva, exploratório de abordagem qualitativa, esse estudo foi elaborado em uma instituição hospitalar privada de grande porte em São Paulo através de um questionário semi-dirigido aplicado aos gestores responsáveis pelas unidades que atenderem aos critérios de inclusão. Como método de análise de conteúdo foi utilizado a metodologia proposta por Laurence Bardin.

Resultados e discussão

Durante a jornada de trabalho o gestor realiza sua atividade em um ambiente que lhe proporciona vários tipos de experiências, podendo ser relacionada a dor, afastamentos, perdas,  mortes ou recuperações, sendo capaz gerar altos níveis de estresse, consequentemente, essas situações podem levar ao surgimento de sofrimento emocional nesses profissionais. Esse estudo entrevistou gestoras de uma instituição privada de São Paulo de grande porte, para entender os sentimentos vivenciados por essas durante o enfrentamento pandêmico.  Gerir os que estão na linha de frente do cuidado, desencadearam um misto de sensações e sentimentos. Foram relatados pela maioria das participantes desgaste físico, emocional, medo, pesadelo e insônia como sentimentos bem presentes na rotina diária. Outros relatos trouxeram experiências de resiliência e positividade, onde a pandemia outorgou as gestoras postura positiva/confiante e sensação de estarem preparadas.

Conclusão

Esse trabalho conclui que a pandemia atingiu de formas diferentes os líderes gestores, trouxe prejuízo ao equilíbrio emocional de alguns e possíveis sobrecargas no papel do gestor, desencadeando um misto de sentimentos. A situação inusitada também proporcionou estimulo  de forma prática para o aprimoramento e o desenvolvimento de competências, A situação pandêmica trouxe a necessidade de busca em lidar da melhor forma com os desafios o  que se caracteriza um mecanismo evolutivo que o profissional desenvolveu para se adaptar a situação. Os resultados reforçam a necessidade de uma atenção especial ao cuidado com a saúde mental desses profissionais diante do contexto pandêmico.

Palavras-chave

Gestor de saúde; Novo coronavírus; Covid-19; Liderança; Pandemia; Gestão de riscos.

O texto completo está disponível em PDF
Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Receba a nossa Newsletter

Opções de artigo
Ferramentas