Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 507-508 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 507-508 (November 2020)
854
Open Access
CUIDADOS DE ENFERMAGEM NA TRANSFUSÃO SANGUÍNEA
Visits
...
N.R.B. Gomesa, N.T. Souzaa, S.R.S. Frantza, T.Q. Souzaa, E.G. Menezesa, M.L.C. Oliveiraa, E.C. Cardosob
a Universidade do Estado do Amazonas (UEA), Manaus, AM, Brasil
b Fundação Hospitalar de Hematologia e Hemoterapia do Amazonas (FHEMOAM), Manaus, AM, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: A assistência de enfermagem durante o processo de transfusão sanguínea demanda uma série de conhecimentos, habilidades técnicas e a capacidade de intervir de maneira efetiva diante das complicações, visando garantir a segurança transfusional e a integridade do paciente. Visto que a revisão e atualização do conhecimento em hemoterapia e do processo de transfusão sanguínea é essencial para uma prática assistencial segura, o objetivo deste estudo foi descrever os principais cuidados de enfermagem exercidos pelos enfermeiros na assistência ao paciente adulto em todas as etapas do processo transfusional. Material e métodos: Trata-se de um estudo descritivo, de abordagem qualitativa, realizado em um centro de tratamento em doenças hematológicas na região norte do Brasil. Contou com a participação de dez enfermeiros cujos relatos foram colhidos por meio de entrevistas semiestruturadas gravadas em voz e transcritas posteriormente, no período de janeiro a março de 2020. Os dados foram analisados pelo método de análise de conteúdo de Bardin. Resultados: Os dados obtidos por meio da análise dos dados qualitativos permitiram a elaboração de três categorias temáticas: Cuidados de enfermagem nas etapas pré-transfusional, peri-transfusional e pós-transfusional. Discussão: O apanhado de cuidados levantados na pesquisa retrata a perspectiva do profissional na assistência de enfermagem em hemoterapia ao paciente adulto, delineando quais cuidados de enfermagem fazem parte de cada período do ato transfusional, a saber: na etapa pré-transfusional, o enfermeiro desempenha funções essenciais para o bom andamento do procedimento. Ele é o responsável por receber o paciente e acomodá-lo no leito, realizar anamnese e exame físico, puncionar e coletar o sangue do paciente que será encaminhado ao setor de testes sorológicos e compatibilidade, atentar à prescrição médica e dados do paciente para a identificação de erros, realizar a dupla-checagem com outro profissional e com o paciente, atentar para a qualidade e integridade do produto e instalar o hemocomponente. Durante o decorrer do procedimento os cuidados de enfermagem são voltados a acompanhar e monitorar o estado do paciente de modo a poder reconhecer e intervir imediatamente e de maneira eficaz caso uma reação transfusional ocorra, sempre atentando para o estado físico inicial do paciente. Ao finalizar o procedimento de transfusão sanguínea, o paciente deve ser reavaliado pelo enfermeiro por meio da aferição de sinais vitais e uma monitorização pós-transfusão, e correta realização de notificação de reações transfusionais e manejo de material. Conclusão: O processo de transfusão sanguínea é de competência da enfermagem, compreendendo cuidados minuciosos e de atenção clínica do enfermeiro, e deve ser amplamente divulgado e discutido para garantir a atualização em conhecimentos entre os profissionais que atuam em hemoterapia, para que possam realizar as práticas com seguridade e evitar a ocorrência de eventos adversos.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools