Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 507 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 507 (November 2020)
853
Open Access
AVALIAÇÃO DO PROGRAMA DE MONITORIA DA DISCIPLINA DE HEMATOLOGIA DA UNIRIO
Visits
...
C.R. Berto, E. Bruno-Riscarolli, K.G. Frigotto, D.E. Filene, V.R.G.A. Valviesse
Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO), Rio de Janeiro, RJ, Brasil
Article information
Full Text

Objetivos: Avaliar o programa de monitoria na disciplina de Hematologia e Hemoterapia da Universidade Federal do Estado do Rio de Janeiro (UNIRIO) e sua eficácia como método de ensino. Material e métodos: Estudo transversal baseado no programa de monitoria durante o semestre de 2019.2 e na avaliação dos estudantes por meio de testes em formato de caso clínico antes e após a realização da atividade prática. Em relação ao método utilizado nas atividades práticas, foi criado um modelo com características lúdicas e materiais específicos para essa atividade, de fim de garantir a reprodutibilidade do projeto por todos os monitores. Assim, todas as aulas práticas seguiram o mesmo roteiro, assegurando a credibilidade do programa de monitoria. As monitorias aconteceram nos horários reservados para as atividades práticas da disciplina, organizadas pelos professores e monitores e contemplou três temas de relevância no cotidiano do médico: hemograma, hematoscopia e métodos diagnósticos. Os testes dos temas de hemograma e hematoscopia foram compostos por quatro questões objetivas. Já o teste de métodos diagnósticos, aplicado posteriormente, foi ampliado para oito questões objetivas a fim de ser melhor avaliado estatisticamente. Dados provenientes dos acertos dos testes foram compilados em planilha virtual e analisados. Foi realizado o teste não paramétrico de qui-quadrado por meio de uma tabela de contingência de dupla entrada, na qual foi feita a associação entre resultados de pré teste e pós teste da monitoria de métodos diagnósticos com a nota 5, suficiente para aprovação final na disciplina. Hipótese nula foi descartada no caso de p-inferior a 5%. Resultados: Após análise dos dados, foram obtidas as médias de acertos dos pré-testes, a saber: hemograma 6,58 (DP 3,71), hematoscopia 5,0 (DP 2,97) e métodos diagnósticos 4,62 (DP 2,16). As médias pós-teste foram, respectivamente, 9,38 (DP 4,79), 10,0 (DP 4,19) e 9,70 (DP 4,74). O p-valor encontrado na análise estatística com as notas dos pré teste e pós teste da monitoria de métodos diagnósticos foi inferior a 0,05. Discussão: Pode-se observar aumento de 2,8 pontos na média de acerto da monitoria de hemograma, 5,0 pontos na monitoria de hematoscopia e 5,1 pontos na de métodos diagnósticos. Essa diferença menor entre a média de acertos pré e pós teste da monitoria de hemograma pode ser atribuída a um contato maior dos discentes com o assunto abordado, já que, é um exame discutido em outras disciplinas. Já os outros dois tópicos são pouco explorados antes do curso de Hematologia. De modo geral, o aumento das médias de acerto da turma após a monitoria sugere bom aproveitamento da atividade. A obtenção de um p-valor < 0,05 demonstra que há significância estatística entre as notas do pré-teste e do pós-teste, sugerindo que o programa de monitoria apresentou relevância na construção de conhecimento dos participantes. Conclusão: Foram avaliadas as atividades de monitoria elaboradas para o programa prático dos estudantes de Hematologia do curso de Medicina da UNIRIO. O novo programa demonstrou ser eficaz como método de aprimoramento do desempenho dos discentes. Novos estudos devem ser realizados a fim de testar programas já implantados e elucidar novas propostas para o processo de ensino-aprendizagem na disciplina de Hematologia.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools