Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 341 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 341 (November 2020)
567
DOI: 10.1016/j.htct.2020.10.569
Open Access
FREQUÊNCIA DA INCOMPATIBILIDADE SANGUÍNEA MATERNO-FETAL E DA DOENÇA HEMOLÍTICA DO FETO E DO RECÉM-NASCIDO EM UM HEMOCENTRO DE SÃO PAULO
Visits
...
F.D.S. Duquea, M.C.P. Figueiredoa, A. Kaliniczenkoa, J.O. Martinsa,b
a Universidade Paulista, São Paulo, SP, Brasil
b Universidade Federal de São Paulo, São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: A doença hemolítica do feto e do recém-nascido (DHFRN) pode ser definida como uma doença hemolítica causada pela incompatibilidade sanguínea materno-fetal, onde os anticorpos maternos destroem os glóbulos vermelhos do feto ou do recém-nascido (RN). A incompatibilidade é devido à aloimunização, que pode ser causada por diversos sistemas sanguíneos, mas os principais causadores são os antígenos do sistema ABO e Rh. Em alguns casos a DHFRN pode apresentar um quadro clínico grave, se não for tratada pode levar ao óbito do RN. Objetivos: Avaliar a frequência da incompatibilidade sanguínea entre mães e RNs em relação ao sistema ABO e/ou pelo antígeno RhD e a frequência da DHFRN em um hemocentro de São Paulo. Material e métodos: Trata-se de um estudo retrospectivo onde foram analisados 371 prontuários de mães e seus respectivos RNs atendidos no Hemocentro da Universidade Federal de São Paulo (UNIFESP). Foram analisados os resultados dos seguintes testes: tipagem sanguínea ABO e RhD (mãe e RN), teste de antiglobulina direta, eluato, pesquisa de auto anticorpo, pesquisa e identificação de anticorpos irregulares. Resultados: Dentre os 371 casos analisados, foram encontrados 88 (23,7%) casos com incompatibilidade sanguínea pelo sistema ABO e/ou RhD entre mães e RNs: 59 (15,9%) casos de incompatibilidade ABO, 24 (6,5%) casos de incompatibilidade RhD e 5 (1,3%) casos de incompatibilidade ABO e RhD. A DHFRN esteve presente em 14 (3,8%) dos RNs: 9 (2,4%) casos de DHFRN devido ao sistema ABO, 4 (1,1%) casos de DHFRN devido ao antígeno RhD e 1 (0,3%) caso de DHFRN devido ao sistema ABO e RhD. Discussão: Através dos resultados obtidos, é possível observar que a incompatibilidade sanguínea entre as mães e seus RNs foi causada principalmente pelo sistema ABO quando comparada com o antígeno RhD. Com isso, nota-se a diminuição dos casos da doença na sua forma mais grave (RhD) e demonstra-se a relevância do sistema ABO como uma causa importante desta doença. Além disso, pode-se observar que apesar do advento da imunoprofilaxia com IgG anti-D, a DHFRN causada pelo antígeno D ainda é uma realidade atualmente, sendo de grande relevância a disseminação da importância da imunoprofilaxia na nossa população.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools