Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 375-376 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 375-376 (November 2020)
629
DOI: 10.1016/j.htct.2020.10.631
Open Access
ANÁLISE DO IMPACTO DA COVID-19 NA GESTÃO HEMOTERÁPICA: EXPERIÊNCIA HEMOMINAS E SANTA CASA – JUIZ DE FORA
Visits
...
D.O.W. Rodriguesa, N.N.S. Magalhãesb, A.D.C. Gusmãob, O.F.D. Santosc, R.L. Medeirosb, J.A.S. Lopesc, T.M.M. Pazd, T.S. Espósitod, A.C.A.D. Santosd
a Fundação Hemominas, Belo Horizonte, MG, Brasil
b Faculdade de Ciências Médicas e da Saúde de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG, Brasil
c Universidade Federal de Juiz de Fora, Juiz de Fora, MG, Brasil
d Faculdade de Medicina (FAME), Universidade Antônio Carlos (UNIPAC), Juiz de Fora, MG, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: O uso de hemocomponentes é uma modalidade terapêutica indicada para o suporte e manejo de algumas patologias. A Fundação Hemominas Juiz de Fora (JFO), garante à população, sangue e hemoderivados de qualidade, em consonância com as diretrizes estabelecidas pelo Ministério da Saúde. A Santa Casa de Misericórdia de Juiz de Fora (SCMJF), fundada em 1954, certificada pela ONA e pela ISO 9001, é o maior hospital da Zona da Mata Mineira, com 508 leitos e 18 mil cirurgias/ano com suporte hemoterápico da JFO. A SCMJF integra a rede credenciada para o enfrentamento da COVID-19. Frente à pandemia houve adoção de medidas para garantir o atendimento e suspensão dos procedimentos eletivos em março de 2020, por recomendação do Colégio Brasileiro de Cirurgiões, protegendo o sistema assistencial e evitando o colapso nosocomial. Objetivo: Analisar o impacto da COVID-19 na solicitação de hemocomponentes pela SCMJF à JFO e verificar a taxa de atendimento pela JFO. Metodologia: Estudo transversal retrospectivo com análise comparativa dos hemocomponentes solicitados no período de janeiro a junho/2019 e janeiro a junho/2020, através de investigação documental conforme Bardin dos formulários gerados pelo software HEMOTE PLUS® para serviços de hemoterapia. As variáveis analisadas foram: tipo de componente solicitado, hemocomponente fornecido, taxa de atendimento, grupo sanguíneo sistema ABO e Rh e taxa de devolução. Registro no Comitê de Ética CAAE 31087720.2.0000.5118. Resultados: Na análise comparativa entre a série histórica de janeiro a junho/2019 e o período de janeiro a junho/2020, foi observada redução de 29,9% na solicitação total de hemocomponentes (2561 vs. 1795) pela SCMJF à JFO. As taxas de atendimento às requisições pela JFO foram similares: 98,05% em 2019 e 97,33% em 2020. Quanto ao tipo de produto solicitado houve redução de 20,5% na solicitação de Concentrado de Hemácias (CH) (1440 vs. 1144), com taxas de atendimento similares entre 2019 e 2020 (98,6% vs. 97,03%). O fornecimento de Concentrado de Plaquetas (CP) foi de 99,11%, porém houve redução de 51,3% nas solicitações realizadas em 2020. Em relação a prescrição de Plasma Fresco Congelado, também foi identificada redução significativa de 42,37% (413 vs. 238) no intervalo estudado, assim como na requisição de Crioprecipitado, que evidenciou queda de 44,06%. Quanto aos grupos sanguíneos requisitados não houve diferença significante no período estudado, sendo a maioria das solicitações dos grupos O e A positivos. A taxa de devolução de hemocomponentes de 2019 para 2020 reduziu em 81,81% (121 vs. 22). Discussão: A pandemia de COVID-19, iniciada em março de 2020, impactou a rede assistencial hospitalar da SCMJF, causando redução na solicitação de todos os hemocomponentes. O CH e o CP foram, respectivamente, os hemoderivados mais requisitados. A gestão hemoterápica da agência transfusional da SCMJF foi efetiva com taxa de devolução de 1,26% em 2020 e a JFO apresentou uma taxa de atendimento de 97,33%. Conclusão: Foi evidenciado o impacto da pandemia na prescrição e utilização de sangue. Houve redução significativa na taxa de solicitação de hemocomponentes, considerando o cancelamento dos procedimentos cirúrgicos, os quais cursam com grande demanda hemoterápica e que o SARS-CoV-2 é um vírus respiratório sem determinar, na maioria dos casos, quadros hemorrágicos. Agradecimento: Ao Victor Valente Campos pelo suporte técnico referente à extração de dados no software.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools