Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 185-186 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 185-186 (November 2020)
311
DOI: 10.1016/j.htct.2020.10.313
Open Access
TRANSPLANTE DE CÉLULAS-TRONCO HEMATOPOIÉTICAS NO TRATAMENTO DA LEUCEMIA MIELOIDE AGUDA
Visits
...
M.B. Adãoa, L. Teodorob
a Universidade do Estado de Minas Gerais (UEMG), Belo Horizonte, MG, Brasil
b Universidade Paulista (UNIP), São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Objetivo: Compreender a utilização do transplante de células-tronco hematopoiéticas como terapia para a leucemia mielóide aguda. Materiais e métodos: Trata-se de uma revisão da literatura disponível na base de dados Pubmed. O método utilizado na escolha dos artigos foi dedutivo comparativo. Foram avaliados 18 artigos completos, publicados em inglês entre os anos de 2015 e 2020, bem como, que se adequavam ao tema proposto. Resultados: O TCTH pode ser utilizado como tratamento tanto nos casos de hemopatias quanto em neoplasias. A doação pode ser alogênica, autóloga e singenica. Estas células podem ser provenientes não só dá medula óssea como também do sangue periférico e do cordão umbilical. Na LMA faz se necessário o uso da quimioterapia para a remissão das células anormais, e a realização da imunossupressão de suas células imunológicas para posteriormente ser realizado o TCTH saudáveis que irão reconstituir a medula óssea. O enxerto alogênico de células tronco hematopoiéticas apresenta sucesso quando ocorre a proliferação dessas células no hospedeiro permanentemente, e o novo sistema imune deve tolerar os tecidos do receptor. Em contrapartida nesta categoria de doção pode ocorrer a doença do enxerto contra o hospedeiro, e cada incompatibilidade entre o receptor e a medula do doador é capaz de reduzir a sobrevida do paciente. Embora na última década, a utilização dos transplantes vem demonstrando bons resultados, bom prognostico e aumento da sobrevida dos pacientes, principalmente entre indivíduos jovens. Discussão: As leucemias são neoplasias que se caracterizam pelo acúmulo de células imaturas tanto no sangue periférico quanto na medula óssea. A LMA neoplasias que apresenta características em comum, dentre estas o um erro na maturação no blasto. Os avanços científicos permitiram aprimoramento na classificação dos tumores e, também, no desenvolvimento de terapias mais eficientes para o tratamento das leucemias. O TCTH apresenta baixos índices de óbitos e elevado aumento na sobrevida dos pacientes, proporcionando, inclusive, melhora na qualidade de vida. Conclusão: Quanto maior for a compatibilidade maior é a sobrevida do paciente no TCTH, ademais para esta neoplasia hematológica malignas demonstra-se eficiente entre indivíduos com idade ≥70 anos. O processo de reconstrução da medula óssea é um processo lento, existindo a possibilidade de possíveis infecções, contudo quando são aplicadas as profilaxias de forma correta as probabilidades do paciente apresentar complicações são baixas.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools