Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 184-185 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 184-185 (November 2020)
309
Open Access
TENDÊNCIAS DA MORTALIDADE POR LEUCEMIAS NO BRASIL
Visits
...
N.F. Correa-Nettoa, D.P. Martinsa, N. Meloa, S.R. Loggettob
a Associação Brasileira de Linfoma e Leucemia (ABRALE), São Paulo, SP, Brasil
b Hospital Infantil Sabará, São Paulo, SP, Brasil
Article information
Full Text

Introdução: As leucemias são um grupo heterogêneos de câncer hematológico composto por vários subtipos que são biologicamente distintos e com características clínicas e prognósticos diferentes. Portanto, é fundamental a avaliação da morbimortalidade de acordo com os subtipos. Objetivos: Avaliar as tendências das taxas de mortalidade por leucemia no Brasil, de acordo com cada subtipo e faixa etária. Metodologia: A partir dos dados do Sistema de Informações de Mortalidade do SUS foram calculadas as taxas de mortalidade, ajustada por idade e por faixas etárias (0 a 19 anos, 20 a 49 anos e 50 anos ou mais) entre 2008 e 2017 por todas as leucemias e seus subtipos: Leucemia Linfoide Aguda (LLA), Leucemia Linfoide Crônica (LLC), Outras Leucemias Linfoides (OLL) Leucemia Mieloide Aguda (LMA), Leucemia Pró-Mielocítica Aguda (LPA), Leucemia Mieloide Crônica (LMC), Outras Leucemias Mieloides (OLM), Outras Leucemias Não Especificadas (OLNE). A evolução das taxas de mortalidade foi analisada pelo Modelo Linear Generalizado. Resultados: Nas taxas de mortalidade ajustadas por idade, houve crescimento médio anual por LLC (0,9% [ExpB = 1,009, IC = 1,003 – 1,015]), LMA (0,8% [ExpB = 1,008, IC = 1,003 – 1,012]), LPA (8% [ExpB = 1,080, IC = 1,058 – 1,102]) e OLM (1,8% [ExpB = 1,018, IC = 1,007 – 1,030]) e redução da taxa por LMC (3,2% [ExpB = 0,968, IC = 0,953 – 0,983]). As taxas ajustadas por todas as neoplasias e os demais subtipos não apresentaram alterações. No grupo de 0 a 19 anos, houve crescimento médio anual das taxas por LPA (5,3% [ExpB = 1,053, IC = 1,002 – 1,106]) e OLNE (2,6% [ExpB = 0,974, IC = 0,955 – 0,995]) e redução da taxa de LMA (1,6%, [ExpB = 0,984, IC = 0,972 – 0,996]). As taxas por todas as neoplasias e demais subtipos não apresentaram alterações. No grupo de 20 a 49 anos, houve crescimento médio anual das taxas de mortalidade por OLL (4,5% [ExpB = 1,045, IC = 1,020 – 1,071]), LPA (8,7% [ExpB = 1,087, IC = 1,036 – 1,142]) e redução da taxa de LMC (5,1% [ExpB = 0,949, IC = 0,924 – 0,974]). As taxas por todas as neoplasias e demais subtipos não apresentaram alterações. Na faixa etária de 50 anos ou mais, houve crescimento médio anual das taxas de mortalidade por todas as leucemias (0,8% [ExpB = 1,008, IC = 1,004 – 1,011]), LMA (1,5% [ExpB = 1,015, IC = 1,009 – 1,021]), LLC (1,0% [ExpB = 1,010, IC = 1,005 – 1,016]), OLL (2,7% [ExpB = 1,027, IC = 1,008 – 1,047]), OLM (2,0% [ExpB = 1,020, IC = 1,007 – 1,034]), LPA (8,3% [ExpB = 1,020, IC = 1,020 – 1,149]) e OLNE (0,7% [ExpB = 1,007, IC = 1,003 – 1,011]) e redução na taxa por LMC (2,6% [ExpB = 0,974, IC = 0,959 – 0,988]). Nos demais subtipos não houve alteração. Discussão: Apesar da taxa ajustada de mortalidade por leucemia não ter se alterado no período, houve importantes variações em alguns subtipos e faixas etárias. O aumento da mortalidade por leucemias está intimamente ligado ao aumento de sua incidência, o que pode justificar o crescimento das taxas de mortalidade de alguns subtipos. Porém, o crescente aumento observado na taxa de mortalidade por LPA em todas as faixas etárias é, no mínimo, intrigante, e fomenta a condução de estudos completares para melhor entender suas possíveis causas. Conclusão: Os resultados deste estudo evidenciam a importância do fortalecimento de políticas públicas voltadas ao diagnóstico precoce e correto, bem como ao acesso ao tratamento dos pacientes com leucemia, com especial atenção para a LPA e para população idosa, afim de aumentar a sobrevida destes pacientes.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools