Journal Information
Vol. 42. Issue S2.
Pages 97 (November 2020)
Share
Share
Download PDF
More article options
Vol. 42. Issue S2.
Pages 97 (November 2020)
163
DOI: 10.1016/j.htct.2020.10.164
Open Access
PREVALÊNCIA DE FLEBITE, TROMBOFLEBITE, EMBOLIA E TROMBOSE VENOSA NA BAHIA DE 2017 A 2020
Visits
...
A.V.C. Codeceira, A.R. Alves, F.M. Reis, F.M.N. Souza, J.M.C. Oliveira, L.C. Lins, L.D.S. Silva, M.B. Silva, N.B.A. Miranda, U.J.G. Júnior
Universidade Estadual de Feira de Santana (UEFS), Feira de Santana, BA, Brasil
Article information
Full Text

Objetivos: descrever as internações hospitalares por Flebite, tromboflebite, embolia e trombose venosa no Estado da Bahia através da lista de morbidade do CID-10 180.9, no período de julho de 2017 a julho de 2020, quanto aos custos de hospitalização, características sociodemográficas e mortalidade. Metodologia: Trata-se de um estudo epidemiológico, descritivo e retrospectivo, de análise quantitativa, cuja fonte de dados foi o Sistema de Morbidade Hospitalar (SIH-SUS) do Ministério da Saúde, tabulados em gráficos e tabelas no programa Microsoft Excel 2010. Resultados: Entre o período de julho de 2017 a julho de 2020 o custo total com internação em pacientes com flebite, tromboflebite, trombose venosa e embolia foi de mais de 5,6 milhões de reais. As internações contabilizadas no Estado da Bahia nesse mesmo período chegaram à marca de 6.755 sendo que os grandes centros como Salvador e Feira de Santana correspondem a 39.4% desse total. No que tange a taxa de mortalidade, o Estado apresenta um coeficiente de 3.66. Feira de Santana destaca-se por apresentar uma taxa de 9.28 enquanto a capital Salvador possui uma taxa de 2.1. Em relação ao número de óbitos os dois centros somam 22% de um total de 247 para todo Estado. Discussão: As doenças vasculares como flebite, tromboflebites, embolias e trombose venosa, acometem milhares de pessoas no Brasil e no mundo. Essas condições se caracterizam pela oclusão total ou parcial da luz de vasos com a presença concomitante de processo inflamatório associado. Essas patologias podem surgir como desdobramento de traumas, doenças imunológicas e até mesmo pela infusão de substâncias irritantes e se apresentarem com hiperemia, rubor, dor a palpação, claudicação e até mesmo dispneia nos casos embólicos. Na situação analisada observa-se uma concentração dos casos nos dois grandes centros do Estado, isso pode ser devido a maior aglomeração populacional e presença de hospitais direcionados para o atendimento nesses dois centros. Embora a taxa de mortalidade não seja tão expressiva o número de internações ganha destaque, bem como o custo dessas internações. Conclusão: Portanto, torna-se necessária a implantação de programas de prevenção para as doenças vasculares com a finalidade de diminuir o numero de internações. Além disso, é importante que haja qualificação profissional para evitar essas condições evoluam para óbito.

Idiomas
Hematology, Transfusion and Cell Therapy

Subscribe to our newsletter

Article options
Tools